Centro de Diagnóstico Ultrassonográfico Especializado em Imagem da Mulher
Centro de Referência no Diagnóstico de Endometriose Profunda

Rua Casa do Ator, 1.117, cj. 72 - V. Olimpia - 04546-004 - São Paulo - SP
E-mail: recepcao@chamie.com.br
Tel.: (11) 3841-9570 / 3842-0807 / 9.8914-5454

Histerossonografia 3D

Este exame consiste em uma ultrassonografia transvaginal associada à infusão de soro fisiológico na cavidade uterina, com o objetivo de distendê-la, possibilitando uma melhor avaliação. É sempre precedido por um exame ultrassonográfico de rotina da cavidade pélvica, com avaliação do útero, dos ovários e da demais estruturas (intestinos, bexiga e peritônio). As suas principais indicações são: no diagnóstico de lesões que se projetam para o interior do útero, tais como pólipos endometriais e miomas submucosos; na avaliação pós-abortamento e pós-curetagem; para o diagnóstico de malformações uterinas e de condições que levem a sangramento intermenstrual ou sangramento irregular. Para a sua realização, introduz-se a extremidade de um cateter flexível no colo do útero. Após a fixação do cateter e introdução da sonda de ultrassonografia na vagina, inicia-se a infusão lenta e gradual do soro fisiológico a 0,9% no interior da cavidade uterina, visando sua distenção. Neste momento, são realizadas aquisições de blocos de imagem do útero, que posteriormente são manipuladas pelo médico para a obtenção de reconstruções em diferentes planos anatômicos.
 
A adição da tecnologia 3D a este exame possibilita maior compreensão da anatomia do útero nos casos de malformações (septações ou divisões na cavidade uterina), bem como das características das lesões presentes no seu interior. 
O exame é em geral bem tolerado pelas pacientes, podendo causar um desconforto leve, semelhante a uma cólica menstrual. Este método está contra-indicado na gravidez e não deve ser realizado na vigência de sangramento.
 
A histerossonografia consiste em um procedimento no qual o soro fisiológico é injetado dentro do útero através do colo durante um exame de ultrassonografia transvaginal para possibilitar a visualização do endométrio (camada que reveste internamente o útero) e da cavidade uterina. É realizado na sala de ultrassonografia, sem a necessidade de sedação, com duração média de 20 a 30 minutos. Deve ser realizado entre o 8º e o 11º dias do ciclo menstrual, pois é o intervalo ideal para melhor visualização do endométrio, bem como de suas alterações.
 
Este exame está indicado para pesquisa de pólipos, endometriais, miomas submucosos, aderências intra-uterinas, no sangramento uterino anormal, pós-procedimentos cirúrgicos no útero e na pesquisa de malformações uterinas. Mais recentemente, com a incorporação da tecnologia 3D, as imagens obtidas após a distensão da cavidade uterina com o soro são armazenadas e posteriormente reconstruídas em diferentes planos anatômicos, permitindo uma análise muito mais detalhada das estruturas avaliadas. Diferente da histerossalpingografia que é utilizada para a avaliação das tubas uterinas, este exame é usado exclusivamente para a avaliação do endométrio e da cavidade uterina, não sendo indicado para avaliar a permeabilidade das trompas.